Fontes de recursos para projetos sociais

Há diferentes interpretações sobre fontes de recursos para ONGs. Alguns autores apontam sete fontes, enquanto outros falam em quatro. Prefiro simplificar ainda mais o cenário e dividir as fontes de recursos em três: privados, públicos e geração de renda.

Cada uma dessas fontes tem entre 3 e 8 estratégias que, se bem executadas, permitem acesso aos respectivos recursos.

Vamos dar uma olhada?

Captação de recursos privados

recursos privados

Esta é, talvez, a fonte de recursos mais conhecida pelas organizações sociais. E a que mais estratégias oferece.

Recursos privados são aqueles provenientes de empresas ou de indivíduos, que doam voluntariamente para uma organização.

Mas quais estratégias permitem acessar recursos privados? São 8:

Telemarketing

Busca de recursos através de ligações telefônicas realizadas, na maioria das vezes, a partir de uma central. Estratégia famosa na década de 90, que tem perdido força.

Editais privados

Chamadas públicas abertas por pessoas jurídicas que selecionam ONGs para receberem um recurso ou premiação previsto.

Leia mais sobre captação de recursos com editais públicos.

Financiamento coletivo pontual 

Campanhas realizadas pela internet com temporalidade definida. Captam valores variáveis de uma grande quantidade de doadores, uma única vez. Popularmente conhecida no Brasil como “Vaquinha”.

Leia mais sobre captação de recursos com financiamento coletivo pontual.

Financiamento coletivo recorrente 

Campanhas realizadas pela internet sem temporalidade definida. Captam valores variáveis de uma grande quantidade de doadores, cuja doação se repete mensalmente. Modelo semelhante aos programas de sócio-torcedor de clubes de futebol brasileiros.

Leia mais sobre captação de recursos com financiamento coletivo recorrente.

Grandes doadores 

Indivíduos de alto poder aquisitivo que doam, sem contrapartida fiscal, valores superiores a R$ 10 mil por ano.

Leia mais sobre captação de recursos com grandes doadores.

Face-to-face

Grupos de pessoas que vão às ruas buscar recursos diretamente com indivíduos, pedindo dinheiro cara a cara.

Leia mais sobre captação de recursos com face-to-face.

Doação direta de pessoa jurídica internacional

Doação de empresas, institutos, fundações ou organismos internacionais feita diretamente para a organização social, sem necessidade de editais.

Doação direta de pessoa jurídica nacional

Doação de empresas, institutos, fundações ou organismos nacionais feita diretamente para a organização social, sem necessidade de editais.

Captação de recursos governamentais

recursos governamentais

Esta é a fonte de recursos tradicionalmente mais acessada por organizações sociais de cidades do interior.

Recursos governamentais são aqueles repassados do governo para as ONGs. Há 3 estratégias para captar recursos com o governo:

Emendas parlamentares 

Recursos enviados para as organizações sociais através de emendas apresentadas por deputados.

Termo de Fomento e Termo de Colaboração

Contratos firmados entre o ente público e ONGs, para execução de um projeto previsto. Termos de Fomento ocorrem quando a organização pede recursos públicos. Termos de Colaboração, quando o governo faz o oferecimento.

Leia mais sobre captação de recursos com termo de fomento e termo de colaboração.

Leis de incentivo

Leis específicas que permitem a empresas e pessoas físicas doarem com abatimento fiscal. Como o valor doado deixa de ser arrecadado pelo governo, pois é abatido de impostos, considera-se que seja a doação de um recurso público.

Leia mais sobre captação de recursos com leis de incentivo.

Captação de recursos através de geração de renda

geração de renda

Apesar desta ser a fonte menos conhecida de captação de recursos, suspeita-se que seja a maior responsável pela sustentabilidade das ONGs hoje no Brasil.

Geração de renda é o conjunto de estratégias que geram resultados financeiros positivos para uma organização social a partir de uma atividade econômica desempenhada por ela.

Há 7 formas da ONG gerar resultado financeiro positivo:

Licenciamento 

A organização cria um personagem e escolhe empresas para venderem produtos com a imagem dele, pagando royalties.

Fundos patrimoniais 

Montante de recurso financeiro de propriedade da organização, investido obedecendo a legislação específica. O rendimento é utilizado pela ONG.

Leia mais sobre captação de recursos com fundos patrimoniais.

Aluguéis 

Recursos provenientes de imóveis de propriedade da organização, que são alugados para inquilinos.

Eventos 

Realização de evento com 100% da renda revertida para a organização social.

Leia mais sobre captação de recursos com eventos.

Serviços 

Prestação de serviços pela organização, como consultoria.

Produtos 

Comercialização de produtos, que podem ser doados para a organização revender ou produzidos pela própria ONG.

Marketing de causa 

Campanhas realizadas em parceria entre empresa e organização. A empresa usa sua capacidade de gerar recursos e a ONG cede a imagem e o propósito.

Leia mais sobre captação de recursos com marketing de causa.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer se juntar a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *