Como trabalhar em ONGs? homem pensando

Não há uma central unificada com vagas para quem deseja trabalhar em ONGs. Porém, existem sites que reúnem boas oportunidades e devem ser visitados:

Associação Brasileira de Captadores de Recursos – A ABCR anuncia novas vagas praticamente todas as semanas

Setor 3 – O canal do SENAC traz oportunidades variadas

Grupo de Institutos e Fundações Empresariais – O GIFE faz uma curadoria contínua e muito qualificada de vagas em ONGs

Fique ligado:

ONG (Organização Não Governamental) é o termo popular para Organização da Sociedade Civil, nome dado pela Lei 13.019/2014 às entidades privadas sem fins lucrativos (associações e fundações privadas). Tais entidades são formadas por pessoas que se unem voluntariamente, por tempo indeterminado, para alcançar objetivos lícitos e sociais. 

ferramentas gratuitas para organizações sociais

É possível trabalhar em uma ONG e ser remunerado?

Sim! Funciona exatamente igual a qualquer empresa “tradicional”, com fins lucrativos.

Essa dúvida existe devido a alguns fatores.

Em primeiro lugar, a tradição de filantropia brasileira é muito associada à caridade religiosa. A igreja católica praticamente monopolizou por centenas de anos a ação social no Brasil, sem exigir nenhuma contrapartida financeira pela sua ação.

Este não é, absolutamente, um problema. Porém, gerou a ideia de que trabalhar com finalidade filantrópica e ser remunerado são incompatíveis – o que não é verdade.

Além disso, a área social brasileira também é associada frequentemente ao voluntariado. De fato há muitas pessoas que doam seu tempo para organizações sociais sem contrapartida financeira. Isto não impede, porém, que neste setor coexistam voluntários e trabalhadores remunerados.

Se você também tiver interesse em se voluntariar, dá uma olhada nesse artigo só sobre o tema.

Por fim, o fato das ONGs serem entidades sem fins lucrativos gera a percepção de que elas não teriam dinheiro para pagar uma remuneração.

As organizações sociais são livres para captar recursos e gerar resultados financeiros positivos (arrecadar mais do que gastar). O que elas não podem é distribuir este recurso captado, o que não as impede de pagar salários de mercado para seus funcionários.

Há uma formação obrigatória para trabalhar em ONGs?

Não. As ONGs contratam pessoas com todos os tipos de formação.

Parte desta busca tão diversa é explicada pelas necessidades diárias das organizações. Assim como empresas, ONGs precisam de comunicadores, administradores, engenheiros, advogados… muitos tipos de especialistas para que possa executar da melhor maneira possível sua missão.

Existe formação específica para ONGs?

Ainda não há uma graduação para o terceiro setor

Devido a este cenário, o que acaba acontecendo é que profissionais de diversas áreas começam a trabalhar em organizações sociais e com o tempo vão aprendendo sobre o funcionamento.

Um complemento interessante para esta aprendizagem prática são cursos de curta duração.

O Amani, por exemplo, oferece ótimas formações para quem quer se preparar para trabalhar com impacto social.

Há também encontros anuais como o Festival da ABCR e o FIFE que dão aos participantes uma noção bem ampla do setor.

E, é claro, a Norte oferece uma quantidade cada vez maior de cursos e conteúdos, para auxiliar na sua formação!

Conte com a gente! 

ferramentas gratuitas para organizações sociais
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer se juntar a discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *